quarta-feira, 20 de junho de 2007

uma dor que não é só minha

Ponho o meus olhos em você, se você está
Dona dos meus olhos é você, avião no ar
Um dia pra esses olhos sem te ver, é como chão do mar
Liga o rádio a pilha a TV, só pra você escutar
A nova música que eu fiz agora
Lá fora a rua vazia chora
Os meus olhos vibram ao te ver, são dois fãs, um par
Pus nos olhos vidros pra poder, melhor te enxergar
Luz dos olhos para anoitecer, é só você se afastar
Pinta os lábios para escrever, a sua boca em minha
E a nossa música eu fiz agora, lá fora a lua irradia a glória
E eu te chamo, eu peço vem
Diga que você me quer, porque eu te quero também
Faço as pazes lembrando
Passo as tardes tentando lhe telefonar
Cartazes te procurando
Aeronaves seguem pousando sem você desembarcar
Pra eu te dar a mão nessa hora
Levar as malas pro fusca lá fora
E eu vou guiando, eu te espero vem
Siga onde vão meus pés, que eu te sigo também
Porque eu te amo, e eu berro vem
Grita que você me quer, porque eu te quero também (nando reis)


Adoeci...
Estou ruim demais.
O corpo, não é meu.
Febre, calafrios, olhos lacrimejam.
Nessa hora a gente percebe como faz falta um amor, um companheiro.Nunca tenho medo de dizer isso.
Sinto falta de um amor, já amei, e sei com é bom.
Claro que nunca estamos sós quando temos filhos, família, amigos, que nos querem bem. Mas acho que se entende o que quero passar, com esse pensamento.
Além de todos esse sintomas, tive ainda que perceber essa falta.
Ai que dor.

Após tanta turbulência emocional, ando exercitando a racionalidade e tentando agir com inteligência lúcida. Embora seja difícil, muito difícil.
Embora na maioria das vezes sempre fui precipitada, com minhas emoções, me sinto mais lenta nesse aspecto, como diz o "matuto", estou na maturação, aprendo todo dia.
Na pressa agente nunca sabe o que ganhou nem perdeu.
Não é fácil, tem momentos que quero fazer uma coisa, mas minhas emoções apontam para outro lado.
É preciso respeitar o tempo da árvore.
Ela vai acabar dando frutos. Nunca duvidei disso.
Minha raiz é forte.


eu
(escrito por rosinha)
ps:Voa minha ave...Voa sem parar...Viaja pra longe...Te encontrarei em algum lugar...Permeneço em ti...Como sempre foi.....Mais perfeito e mais fiel...Mesmo sozinho eu sei...Que estas perto de mim....Quando triste olho pro ceu...Mas voce partiu sem mim...Eu sei que estás em algum jardim..Entre as flores...........

6 comentários:

Marcia Moraes disse...

Rosinha...
Ter complexo de Vinicius de Moraes não é para todos e tudo isto tem seu preço. A vida é muito mais colorida ( e também mais sofrida!) quando se ama, pois "são demais os perigos desta vida para quem tem um amor". Porém, um pouco de amor proprio vai bem. Estar sozinho, é bom, nos faz rever nossos valores, nos mesmos. Pois, como diz a expressão: antes so do que mal acompanhada. Por isto, prefiro outra: antes so que mal amada. Amor tem que ser intenso e "dicomforça". Amores de platicos não servem...
Te cuida e melhora logo muié, pois tu podes ser tudo, menos um ser doente. Ah, talvez sim: DOENTE PELA E DE VIDA!

Beijo Dona Rosa que vai ao seu Mar!

Marcinha

raniel disse...

Quanta beleza existe dentro de você!
Sua coragem, seus sonhos, seu amor que brilha e sua constante garra ...
É você quem dá cor a tudo que vê.
Flui de você o de mais belo na vida:
“A própria vida!“
Voe em seus pensamentos como um pássaro
vôo a liberdade ...
a liberdade de sonhar!
Renove-se.
Olhe para tudo no mundo com confiança, com fé no hoje, no amanhã.
Confie em seus tesouros porque são de Deus.
Tudo é lindo no mundo de fora quando olhamos com os olhos da alma.
Confie...
liberte suas qualidades e voe bem alto e verá...
do que você é capaz!

Deus te abençoe sempre e cada vez mais!!!

Renata Dias disse...

Menina, e tu fica doente?
Ate preocupei. Tenho certeza que amanhã , já passou.
Sei o que é isso, mas sua amiga, ai de cima tem razão.
Amores de plasticos não resolvem né.
Vc sabe bem o que é o amor.Melhoras.

Diana disse...

Rosa, não tenho o que dizer pq a Marcinha(detalhe ñ conheço, mas parece mto sensata) já disse tudo...melhoras!

Janaina disse...

Rosinha, tem tempo que não vinha, por aqui.Vc tá linda.
Espero que fiques logo boa.
Essa carencia de amor, faz parte de mulheres sensiveis e maravilhosas como vc.Mas amores vem e vão.Abraço.

Rosa Magalhães disse...

Existem lacunas que nem família, nem amigos podem fechar. Ás vezes faltam-nos pedaços preciosos.
Tô assim esses dias.
Bjo, bom findi!