sábado, 16 de junho de 2007

auto retrato

Se eu te pudesse dizer
O que nunca te direi.
Tu terias que entender.
Aquilo que nem eu sei. 

de pessoa


Cultivando altos valores!!!!!

Há momentos em que somos testados a manter uma fidelidade a uma postura mais sublime, em termos de reação ao mundo que nos cerca. Sinto a todo momento na minha vida, a necessidade de cultivar a esperança como uma forma de manter acesa a minha luz interior. Ainda que tudo que acontece ao meu redor me desafiem, e as vezes até me forneçam sinais negativos.
Mas tenho me conduzido a uma postura de pensamento positivo que me permitirá superar os obstáculos.
Como lida com a adversidade?
Tenho aprendido dia a dia.
Se tudo corresse sempre bem, como eu iria conseguir testar minha própria fibra de caráter?
Eu sei, que ninguém cresce se mantendo num estado eterno de paz e harmonia.
Isso não existe.
Minha luta diária é encarar essas adversidade como um processo pelo qual tenho que passar.
Tento me manter fiel a mim mesma. São tantas coisas na minha vida que demandam minha atenção. Peço a DEUS apenas SERENIDADE E ALEGRIA.

Ontem estive nos Folguedos.

O mês de Junho é o melhor mês do ano. Me faz recordar lugares que morei e fui muito feliz........ Aracaju, Campina Grande, Uberaba (cidades onde a tradição dessas festas são forte)... e tem pamonha, canjica, munguzá (tudo que é de milho é bom e eu gosto) ...hummmmmm

Adoro festas de São João.

Estive com Sonia Terra, que está de parabéns pela organização e beleza do evento.
Muita gente, comidas típicas ( me fartei), vários shows, nenhuma confusão, só alegria.
Dancei muito, me divertir como nunca.
Ando encantada com toda a vontade que ando de estar feliz.
Meus amigos também.

eu

Já postei essa poesia de Quintana, mas ela é tão atual pra mim nesse momento que vou registra-la de novo........de velho
.
O AUTO-RETRATO
No retrato que me faço, traço a traço
às vezes me pinto nuvem...
às vezes me pinto árvore...
às vezes me pinto coisas de que nem há mais lembrança...
ou coisas que não existem,
mas que um dia existirão..
e desta lida, em que busco
pouco a pouco,
minha eterna semelhança,
no final, que restará?
Um desenho de criança...
Terminado por um louco


xero na alma

5 comentários:

Eliane disse...

Rosinha,vivemos um tempo de cura, um tempo para trabalharmos antigas angústias, um momento em que todos somos chamados para a verdadeira união, a interação entre nossos mundos internos e o mundo externo.
Vc ésta no caminho certo. Bjs.

Niel disse...

Vc é simplesmente maravilhosa.

Anônimo disse...

Quando o céu incendeia e acende uma estrela no coração
Quando a lua passeia e a vida acontece numa canção
É lá
Que imagino te ver, que eu começo a sonhar
Que eu me lembro demais
Que eu me vejo beijando você

Mesmo de brincadeira eu sigo o que fala o coração
Faço à minha maneira da vida nascer uma canção
É lá
Que vontade de te ver de querer te abraçar
De correr pela areia, eu preciso te achar
Que vontade de te ver de querer te abraçar
De correr pela areia
Que vontade de amar você

Diana disse...

Estive aki, mas sem comentários dessa vez...refletindo!

Camila Couto disse...

segue lá tbm?
adoro Clarice e adorei suas postagens!
bejos