segunda-feira, 23 de abril de 2007

socorro ....quero um coração

Socorro, não estou sentindo...Nada...Nem medo, nem calor, nem fogo,...Não vai dar mais pra chorar...Nem pra rir...Socorro, alguma alma, mesmo....Que penada,...Me empreste suas penas..Já não sinto amor nem dor,..Já não sinto nada...Socorro, alguém me dê um...Coração.
Essa letra do Arnaldo Antunes, me deixou acordada, tou pedindo socorro.
Fiquei doente?? Será? Tem dias que me sinto paralizada. Me sinto incomododa........ 
Não sou. Estou. 
Talvez eu esteja inconscientemente querendo me proteger. 
Será? Pode ser mais simples. 
Particularmente não gosto do escuro. 
Talvez eu esteja superlotando o teatro da imaginação. Quem sabe eu olhando de frente vou revelar o filme inteiro. Eu conheço minha história melhor que ninguém. História, sem cortes ou tarjas pretas. 
Eu sei......... é só não querer se enganar. Vou me alinhar. Tenho que ligar meu gerador de ação, pra poder colocar meu projeto pessoal em pratica. É isso. Minha cabeça, é que me povoa de monstros. Desculpem.... hoje estou sem sentir nada. 
Só hoje.... A manhã tem Caetano Veloso. 
Vou dormir.

eu
 
Socorro, alguém me dê um...Coracão...,Que esse já nao bate nem apanha..,Por favor, uma emocão pequena,...Qualquer coisa....Qualquer coisa que se sinta,..Tem tantos sentimentos deve ter algum que sirva...Qualquer coisa que se sinta,..Tem tantos sentimentos, deve ter algum que sirva.

xero na alma

3 comentários:

Patricia disse...

O meu serve??
Não se preocupe, vc é intensa.
Passando pra lhe ver.Bjs.

amigo disse...

Rosinha, te quero muito.

chakal disse...

Vc sempre muito sensível aos problemas da alma... Obrigado pelo carinho! Te amo!