domingo, 4 de março de 2007

o lado bom da chuva que cai
































Li e reli várias vezes o que escrevi ontem, acho que cometi alguns enganos, ao escrever, sobre o amor, companhia...... sempre falo que quero um companheiro, pra dividir minha vida, minhas dores, minhas alegrias, vivo batendo nessa tecla. 
Tenho certeza que não faz parte do ser humano viver só. Vivi muito tempo com uma única pessoa, e fomos , muito felizes. 
Estou só, a 1 ano e 6 meses, pode ser pouco, pode ser muito. 
Talvez essa minha desenfreada busca pelo amor não tenha me feito muito bem, não quero procurar. Quero ser achada, descoberta. 
As vezes coloco palavras erradas no meu texto e tudo se confundi, ando vunerável, mais sensivel que o de costume. 
Sinto uma fraqueza muito grande , me acordo bem, mas ao longo do dia minhas forças vão se esvarindo, as lágrimas descem sem esforço, já passei por isso antes, não me abalo mais, sei por que estou assim, mas quero mudar essa ótica.
No fundo estou muito cansada.
Não tenho ilusões de mais nada, nem do amor. 
Quase nem tenho vindo aqui, (elegi esse canto como minha terapia), realmente estou quebrada, mas vou tentar mudar essa situação. 
Hoje conversei com Renata uma amiga de Uberaba, e falei: Todos nós temos o direito de fazer escolhas, e respeita-las, mesmo sabendo que a dor e o sofrimento pode chegar até nós. 
A solução é tentar olhar pra frente e segui a vida. 
Hoje tava lendo a blibiografia de Chaplin e em determinado momento ele fala:
"Tua caminhada ainda não terminou....A realidade te acolhe dizendo que pela frente o horizonte da vida necessita de tuas palavras e do teu silêncio" . Pura verdade, e continua:
"Se amanhã sentires saudades, lembra-te da fantasia e sonha com tua próxima vitória. Vitória que todas as armas do mundo jamais conseguirão obter, porque é uma vitória que surge da paz e não do ressentimento.
É certo que irás encontrar situações tempestuosas novamente, mas haverá de ver sempre o lado bom da chuva que cai e não a faceta do raio que destrói." 
Eu fico arrepiada, pois é exatamente o que penso. 
Tudo que vivi foi bom, sério, digno, não tenho que me arrepender de absolutamente nada, se errei foi pensando que estava fazendo a coisa certa. 
Sempre fui muito digna, com tudo que fiz, sei errei algumas vezes, muitas, e me arrependi. 
Chorei muito, de joelhos, pedindo perdão a DEUS pelos atos impensados, e muitas vezes, sabendo o que estava fazendo, não era realmente o que eu queria.. 
E Chaplin termina como que realmente quero pra mim: 
"Tu és jovem. Atender a quem te chama é belo, lutar por quem te rejeita é quase chegar a perfeição. A juventude precisa de sonhos e se nutrir de lembranças, assim como o leito dos rios precisa da água que rola e o coração necessita de afeto.
Não faças do amanhã o sinônimo de nunca, nem o ontem te seja o mesmo que nunca mais.Teus passos ficaram. Olhes para trás...mas vá em frente pois há muitos que precisam que chegues para poderem seguir-te". Essa é a grande verdade da vida......... nada me parece mais eterno. Vamos viver dia após dia. 

Boa semana pra todos. 

eu


xero na alma

3 comentários:

Cida disse...

Bom dia!!!!!!!
Ter coragem de acabar quando se quer, é privilégio daqueles que viveram tão intensamente que mais nada os pode afetar.
Pense nisso.Bjs.

Anônimo disse...

TENHA CALMA
Djavan

Quer me deixar
Não sei porque
Deixa eu pensar
Pra sei lá, ver
O que fazer
Pra você ficar...

Renata disse...

Amo vc Rosinha.