segunda-feira, 15 de novembro de 2010

no canteiro que eu sou



 Hoje choveu  no tempo..
Hoje choveu tambem em mim...
A agua invadiu a minha alma e a terra.
Estou na muda...
a raiz ficou submersa.
- O que virá depois?
Espero flores no caule,
Azuis com aroma doce.

(eu)

xero de rosa.

Um comentário:

Iram M. disse...

Rosinha,
estou aqui em Viena com a temperatura de cinco graus e quando vim te visitar, que vi essa foto, minha pele se arrepiou de frio e ao mesmo tempo, de vontade de estar no lugar da moça.
Oh, Deus! Se continuar me sacaneando assim, te pego, heim!
Beijo

Querida