domingo, 19 de abril de 2009

ENTENDENDO O RIO DA VIDA....























“Ser como um rio que flui
Silencioso no meio da noite
Não temer as trevas da noite
Se há estrelas no céu, refleti-las.
E se o céu se enche de nuvens
Como o rio, as nuvens são água;
Refleti-las também sem mágoa
Nas profundidades traqüilas.”
Como o rio, as nuvens são água;
Refleti-las também sem mágoa
Nas profundidades traqüilas.”
(manuel bandeira)

boa semana....
xero.

6 comentários:

O Profeta disse...

Mas um beijo às vezes
Faz parar o tempo em seu desvario
Arranca mil sentires à alma
Voa no celeste preso em terno fio

Liberta esta lava incandescente
Transbordante em teu peito palpitante
Dá-te as asas de um pássaro azul
Transforma o eterno em sublime instante



Bom domingo


Doce beijo

Jucosfer disse...

é um rio tão profundo...mas é ótimo explorá-lo!

Perplexa disse...

acho que é um rio que enfrenta as épocas de cheia, que inunda e fecunda a terra,que enfrenta a seca e ainda assim mantém a vida que há nele, perene. Vc é sempre uma inspiração.

Donaella disse...

Fiquei aqui a matutar sobre o reflexo das águas, sobre o reflexo de nossa alma, alma desarmada, alma que revela o que no outro causamos!
bj linda

Dois Rios disse...

Sábio Manuel Bandeira! "Ser como um rio". Deixar fluir a vida com tudo que há de bom e ruim. Liquefazer dores e tristezas e deixar a alegria e o amor refletirem-se à luz do sol.

Beijo, Rosinha!

Inês

O Profeta disse...

Sabias que és uma mulher linda!?


Bom fim de semana


Doce beijo