quinta-feira, 21 de agosto de 2008

não é facil ser super heroi

 















Não quero imitar Deus ou coisa assim
Só quero encontrar o que é melhor em mim.
Eu não sei voar, isso é ilusão.
Ninguém pode andar, com os pés fora do chão.
Posso estar confuso mas vou me lembrar
Que os heróis também podem sonhar
E não é fácil viver assim...
Sou só mais alguém querendo encontrar
A minha própria estrada pra trilhar.Apenas alguém querendo encontrar
A minha própria forma de amar, de amar, de amar....

(sandy e jr)


Eu, Juli e Ana ...e assim vou fazendo meus dias mais felizes.

Xero na alma.

6 comentários:

Jucosfer disse...

E tudo que fazemos para tornar o nosso dia mais feliz é válido.
Post sereno,
adorei.

Beijos de paz.

kilder disse...

muito legal o texto! parabens...

Perplexa disse...

Sei, essa sensação de impotência,
mas é na fraqueza q está a força.
Vejo mta força nessa garotinha...
ambas as duas,rsrs, bjus!

Anônimo disse...

queéquecêtem?
Luiz

Anônimo disse...

Luiz sou eu, viu?
Pois é!

Ana Jácomo disse...

Não, querida, não é fácil ser super-herói. Ainda bem, que a gente não precisa ser, mesmo que insistam em nos designar para essa função.
Se bem que existem variadas formas de heroísmo... Muitas delas, não dão IBOPE, não figuram nas histórias em quadrinhos, nos desenhados animados, nas páginas dos jornais. Quer ver um exemplo desses de heroísmo? Ser sensível e amoroso num mundo ora tão permeado pela indelicadeza, pelo egoísmo, pela (estranha) diminuição da empatia. Da bondade. Do puro amor.
Ser sensível, amoroso, antenado com o bem, assim como você é. Esse, eu acho, é o maior heroísmo desse nosso tempo.
Beijos pra você, sorrisos, com muito carinho.