domingo, 10 de dezembro de 2006

quando vem a madrugada meu pensamento vagueia

















DANÇA DA SOLIDÃO

Solidão é lava que cobre tudo.
Amargura em minha boca
Sorri seus dentes de chumbo
Solidão palavra cravada no coração
Resignado e mudo
No compasso da desilusão
Danço eu dança você
Na dança da solidão
Camélia ficou viúva, Joana se apaixonou,
Maria tentou a morte, por causa do seu amor.
Meu pai sempre me dizia, meu filho tome cuidado
Quando eu penso no futuro, não esqueço o meu passado.
Quando vem a madrugada meu pensamento vagueia
Corro os dedos na viola contemplando a lua cheia
Apesar de tudo existe uma fonte de água pura
Em quem beber daquela água, não terá mais amargura 

(marisa monte)

xero na alma


Um comentário:

crischiatti disse...

Rosinha amo vc, tens me ajudado muito, medando forças, muito obrigado.Vc merece um amor lindo.