domingo, 29 de julho de 2012

sem retoques, sem artificios


                                                 
                                       Minha vida mudou muito nos últimos anos.
Eu mudei muito nos últimos anos.
Mudei sem oferecer a menor resistência.
Mudei sem me surpreender com as mudanças.
Elas simplesmente apareceram, aconteceram, me invadiram e se instalaram.
Então, eu finalmente me senti em casa dentro de mim mesma 
E hoje, mais do que nunca, sinto que não devo nada para ninguém.
A gente demora demais para se livrar de pesos e culpas.
Mas um dia, finalmente, a gente acorda.
E descobre que tem uma vida inteirinha pela frente


xero na alma
semana de luz pra quem passa por aqui.

Um comentário:

Marisete Zanon disse...

Rosinha, muito bom o que você descobriu! Eu ainda estou confusa...
Abraço com muito carinho você e as tuas palavras. Bom domingo!
Beijoi.