terça-feira, 15 de abril de 2008

SORRIR QUANDO A SAUDADE ATORMENTAR.

Clarice Lispector descreve bem o que se passa em mim....
"
Saudade é um pouco como fome. Só passa quando se come a presença. Mas às vezes a saudade é tão profunda que a presença é pouco: quer-se absorver a outra pessoa toda. Essa vontade de um ser o outro para uma unificação inteira é um dos sentimentos mais urgentes que se tem na vida."
Estou em metades.
Um lado Saudade.
Do outro força e coragem pra chegar ao fim...
E o fim??? Belo e incerto.
Essa noite quase não dormi. Descansei o corpo.
A mente perdida. Pensei num tempo.
Bateu uma saudade.
Uma amostra de uns dias em que tudo era simples.
E tu me dizia: Mãe volto já.

Semana de luz pra nós.
Xero na alma.

eu e julianna em momento simples.

3 comentários:

Rosa disse...

Aceitei seu convite e atualizei o blog, vai lá. Amei a sensibilidade do seu texto... beijo na alma.

www.odamae.zip.net

Ju disse...

oi mae...passei po aq...deixando e sentindo saudade Julianna

Francisco disse...

É Rosinha, a saudade bate cedo das pessoas queridas por nós... mas apesar da distancia, lembre-se que ela sempre estará com vc em pensamento... logo elas voltarão e a saudade se esconde por um tempo...rsrsrs

bjos Rosinha, Fica com Deus...

Abraço, Fco junior(Chico)