sexta-feira, 14 de março de 2008

HOUVE UM MOMENTO.

Sexta-feira á noite...
Assistindo Queridos Amigos na Globo.
Nada a fazer.
Vontade de fazer.
É preciso.

Emerson disse: " É fácil viver no mundo conforme a opinião das pessoas. Mas o grande homem é aquele que mantém a independência da solidão."
Independência da solidão!!
Navegar solitariamente.
Gosto da solidão. Ela me me faz pensar melhor, me aproximo dos meus labirintos. Nela acabo me encontrando, no infinito de meus pensamentos. Porque as vezes se faz necessario uma conversa interna. Parar e analisar(sou ruim disso) friamente. Tudo se mistura. Nessas horas convivo como caça e caçador. As vezes me acho, outras não aceito.
Tenhos momentos, que me resigno, perco interesse por coisas. Definindo o que Pessoa disse: "Tudo me interessa e nada me prende"

Sem muito a contar finalizo com a sabedoria de Lya:
"A maturidade me permite olhar com menos ilusões,
aceitar com menos sofrimento, entender com mais tranqüilidade, e querer com mais doçura."

Enfim, no raso da minha alma estou triste, me sinto desabrigada nesse corpo.
Não vou falar muito. Vai doer mais.
Não sou perfeita, mas nunca desisto de mim.
É natural.
O infinito não acaba...o infinito é nunca.


Bom final de semana.
Xero.

Um comentário:

diana disse...

Uma vez alguém me disse que:' Tristeza ás vezes vicia", foi bom saber pq me toquei o qto me prendia a uma situação sem fim. Bem não sei o que há, mas digo que a vida sempre dá um jeito, bjus.