terça-feira, 5 de dezembro de 2006

HÁ PEDRAS NO CAMINHO......SEMPRE TERÁ.. E DAÍ?


Sinceramente, ando tristinha!!!!!
Tem tanta coisa acontecendo em minha vida nessas ultimas semanas, mas não estou cabisbaixa , sei que é mais um daqueles momentos, (o tal caminho das pedras), que precisamos sempre andar por eles pra ficarmos melhores, ( será?).Claro , sempre tem coisas boas acontecendo no meio desse furacão...acabo me excedendo em leituras, que nunca é demais, venho conhecendo pessoas legais, amigos virtuais que tornaram-se reais,.... todos os dias as oportunidades surgem, e me mostram situações que ainda não tinha vivido. Não tenho me fechado pra nenhuma emoção que possa ter,(não tento mais fugir) venho criando o hábito de meditar, que tem me dado o prazer de sentir o poder que existe dentro de mim. A vida é assim mesmo, a gente sobe e desce, mas, sempre tem uma brecha pra gente respirar, tem uns trechos de uns textos de Clarisse Lispector que diz assim: Eu mesma vivo me levantando e caindo, caindo de novo e me levantando. Não sei qual é o bem disso, sei que é essa forma confusa de vida que vivo. Uma pessoa que quisesse tomar minha direção seria bem vinda...Eu nunca sei se quero descansar porque estou realmente cansada, ou se quero descansar para desistir." Profundo né, eu gosto, e ela continua dizendo o que muita gente sente mas nunca quer falar, e diz:
"Não pense que a pessoa tem tanta força assim a ponto de levar qualquer espécie de vida e continuar a mesma. Até cortar os defeitos pode ser perigoso - nunca se sabe qual o defeito que sustenta nosso edifício inteiro...há certos momentos em que o primeiro dever a realizar é em relação a si mesmo. Quase quatro anos me transformaram muito. Do momento em que me resignei, perdi toda a vivacidade e todo interesse pelas coisas. Você já viu como um touro castrado se transforma em boi. Assim fiquei eu...Para me adaptar ao que era inadaptável, para vencer minhas repulsas e meus sonhos, tive que cortar meus grilhões - cortei em mim a forma que poderia fazer mal aos outros e a mim. E com isso cortei também a minha força. Ouça: respeite mesmo o que é ruim em você - respeite sobretudo o que imagina que é ruim em você - não copie uma pessoa ideal, copie você mesma - é esse seu único meio de viver. Juro por Deus que, se houvesse um céu, uma pessoa que se sacrificou por covardia ia ser punida e iria para um inferno qualquer. Se é que uma vida morna não é ser punida por essa mesma mornidão. Pegue para você o que lhe pertence, e o que lhe pertence é tudo o que sua vida exige. Parece uma vida amoral. Mas o que é verdadeiramente imoral é ter desistido de si mesma. Gente, eu fico toda arrepiada e com làgrima nos olhos, pra mim, cai como uma luva. ......., e pra fechar esse texto maravilhoso finalizo com mais pérolas pra nossa vida:
"Quando eu me comunico com criança é fácil porque sou muito maternal. Quando me comunico com adulto, na verdade estou me comunicando com o mais secreto de mim mesma, daí é difícil... O adulto é triste e solitário. A criança tem a fantasia muito solta."

Ai, ai, ai, até relaxei minha tristeza, vou ali.... ver o que tem me dado algumas alegrias. Amanhã é outro dia, e com certeza vou ter maravilhas pra contar. bjs.........
(escrito por rosinha)

2 comentários:

Margareth disse...

Rosinha, sempre leio seu blog, parece até que estou ouvindo vc falar, tenho te acompanhado, e lhe digo com sinceridade, vc está ótima, seu astral entrou num ritmo equilibrado, pode crer, e o pouco que te conheço posso te dizer, sua procura intensa pelo equilibrio, já esta em vc.Beijos.

marli disse...

Rosinha......estou aqui.