quarta-feira, 23 de agosto de 2006

NO FUNDO, ENXERGANDO O RASO


Embora seja muito difícil assumir
responsabilidades, é preciso aceitar que todos os atos de nossa existência
expressam um alto nível de escolha pessoal.
A vida é uma carroça que se puxa pelo
caminho afora, e não um confortável carro com direção hidráulica. É pela vontade
de cada um que a carroça roda, e só pelo esforço pessoal avança mais na via da
evolução. Quanto mais sabedoria, mais condições de superar as dores, que aparece
sempre que o caminho se cobre de pedras e, fechado, não permite o trânsito da carroça. (para rosinha)
.

A palavra de ordem é equilíbrio, e que minha alma há de buscar um lugar confortável de onde possa observar todos os lados que lutam acirradamente para conquistar a vitória. Meu sucesso, em particular, depende do meu equilíbrio.
( por rosinha)

2 comentários:

isabele disse...

Olá Rosinha, gostei do seu blog,
tem muitas mensagens que nos fazem refletir, parabéns.

Anônimo disse...

Rosinha, sempre quando lhe visito vejo vc mais forte, continue, vc é maravilhosa, linda e merece o que esta por vir.Bjs.