terça-feira, 10 de maio de 2011

o que não é tem que ser





sou água que corre entre pedras: 
liberdade caça jeito.


de manoel de barros 

xero na alma

Um comentário:

Tai disse...

Também gostei muito da sua essência flor! Adoro poesias... e estou em fase inicial. Um dia eu chego lá!
Beijos!!!