sábado, 21 de maio de 2011

quando se vai, quando se foge...quando se volta



Uma viagem longa...
Pra bem longe. Talvez resolva. Se é que há algo a resolver.
Mas talvez a solução esteja na passagem interna, não na externa.
Talvez eu possa modificar aquela sem modicar esta.
O que eu queria era modificar as duas. De uma vez só.
Queria ter o que ver.
Quando olhasse dentro ou fora de mim.

de caio 

xero na alma

3 comentários:

Marília Costa disse...

as vezes sinto uma vontade louca da pegar minhas coisas e sair correndo sem nunca mais voltar!

Tai disse...

Belo!!! Me identifiquei muito!!!

KIKA disse...

Caio nos cala... pois diz a vontade que escondemos no fundo de nossas almas... e por vezes não queremos que a vejam... bjs no coração