segunda-feira, 23 de agosto de 2010

minhas memorias

O externo não me preenche.
O que eu desejo está dentro de mim.
Nem preciso fechar os olhos...
Apenas um suspiro.

 eu

2 comentários:

Carol Fonseca disse...

hum,me lembro bem de quando eu tinha desejos dentro mim...era tão gostoso... quando foi que eu deixei que eles saíssem? isso eu não sei...

Ana Aitak disse...

Bonito aqui...
abraços